AGENDA 

Se quiser subscrever a agenda digital do Museu da Chapelaria aceda aqui.

DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS 2024

DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS 2024

PROGRAMA

DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS 2024

18 e 19 de maio de 2024

O tema escolhido para as comemorações do DIM - Dia Internacional dos Museus deste ano, "Museus, Educação e Investigação", enfatiza a importância das instituições culturais na oferta de uma experiência educacional completa. Esta celebração promove a busca por um mundo mais consciente, sustentável e inclusivo.

Da arte e história à ciência e tecnologia, os museus são espaços vitais onde a educação e a investigação convergem para moldar a nossa compreensão do mundo.

 

Desde 2020, o Dia Internacional dos Museus tem apoiado um conjunto de Metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Em 2024, é dado destaque a:

 

Objetivo 4: Educação de Qualidade - Garantir educação de qualidade inclusiva e equitativa e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

 

Objetivo 9: Indústria, Inovação e Infraestrutura - Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

 

Para o DIM 2024, queremos convidar as pessoas a repensar a educação e imaginar um futuro em que o compartilhamento de conhecimento transcenda as barreiras, onde a inovação se une à tradição.

 

No fim-de-semana de 18 e 19 de maio, junte-se a nós enquanto exploramos a riqueza de conhecimento que os museus têm a oferecer e, juntos, construimos um mundo mais informado e inclusivo!

 

PROGRAMA COMPLETO

 

18 de maio, sábado

 

Ao longo de todo o dia | Visitas livres com entrada gratuita

 

11h00 | Visita orientada SÓ ENTRA COM CHAPÉU!

Na Empresa Industrial de Chapelaria, na fábrica onde hoje se encontra o Museu, só entrava quem usasse chapéu. Nenhum vendedor era recebido pelo senhor engenheiro se estivesse de cabeça ao léu.

Não tem chapéu? O museu empresta-lhe um, para fazer a visita.

 

15h00 | Visita orientada SÓ ENTRA COM CHAPÉU!

Na Empresa Industrial de Chapelaria, na fábrica onde hoje se encontra o Museu, só entrava quem usasse chapéu. Nenhum vendedor era recebido pelo senhor engenheiro se estivesse de cabeça ao léu.

Não tem chapéu? O museu empresta-lhe um, para fazer a visita.

 

18h30 – 19h30 | Peça de teatro MARIA NA FÁBRICA DAS MARAVILHAS

No âmbito da Noite Europeia dos Museus, o Museu da Chapelaria e o grupo (Entre)Linhas, sob a organização da Mentemovimento, apresenta a peça "Maria na Fábrica das Maravilhas".

Numa reinterpretação do clássico “Alice no País das Maravilhas”, a peça segue Maria, uma ousada operária na fábrica de chapéus de Espadas. Enquanto desafia as normas com suas criações inovadoras, enfrenta acusações de incitar a rebelião. Acompanhada por uma música ao vivo envolvente, a peça explora a luta pela liberdade na expressão artística e convida o público a participar ativamente de forma sensorial. O espetáculo oferece uma imersão profunda, um espaço para explorar sensações e emoções intensas…

 

A Mentemovimento – Associação Pró-Saúde Mental de Entre Douro e Vouga é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, de utilidade pública, sem fins lucrativos, fundada com o objetivo de prestar apoio, formação, intervenção, avaliação e investigação no domínio da saúde mental e da reabilitação psicossocial das pessoas com experiência de doença mental e seus familiares/cuidadores.

 

20h00 | Jantar no Restaurante do Museu “O Boinas” com 10% de desconto, mediante apresentação de bilhete de entrada no Museu

 

19 de maio, domingo

 

Ao longo de todo o dia | Visitas livres com entrada gratuita

 

11h00 | Visita orientada A INQUIETUDE DAS MÁQUINAS DE FAZER CHAPÉUS

Ao longo de todo o dia, o som de uma fábrica de chapéus em funcionamento acompanha quem visita o Museu. A imersão na inquietude provocada pelo ruído das máquinas em funcionamento é intercalada por leituras de histórias de chapeleiros, na primeira pessoa, assim como por excertos do romance histórico Unhas Negras, da autoria do sanjoanense João da Silva Correia.

 

15h00 | Visita orientada A INQUIETUDE DAS MÁQUINAS DE FAZER CHAPÉUS

Ao longo de todo o dia, o som de uma fábrica de chapéus em funcionamento acompanha quem visita o Museu. A imersão na inquietude provocada pelo ruído das máquinas em funcionamento é intercalada por leituras de histórias de chapeleiros, na primeira pessoa, assim como por excertos do romance histórico Unhas Negras, da autoria do sanjoanense João da Silva Correia.