Notícias

MUSEU DA CHAPELARIA ASSINOU PROTOCOLO DO PROGRAMA NACIONAL PROMUSEUS 2023

28 Outubro 2023

MUSEU DA CHAPELARIA ASSINOU PROTOCOLO DO PROGRAMA NACIONAL PROMUSEUS 2023

A Direção Geral do Património Cultural aprovou a candidatura do Museu da Chapelaria ao programa "Promuseus 2023", tendo sido celebrado, a 26 de outubro, o protocolo que formaliza esse apoio, destinado à concretização de um projeto de reformulação da área de exposição permanente desta instituição, visando a introdução de melhorias ao nível das acessibilidades e inclusão.

A cerimónia de assinatura, na qual participou a diretora do Museu da Chapelaria, Tânia Reis, decorreu no Museu da Marinha, localizado no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, com a presença da Secretária de Estado da Cultura, Isabel Cordeiro, e do Diretor Geral do Património Cultural, João Carlos dos Santos.

O Museu da Chapelaria foi um dos 40 que, a nível nacional, viram aprovados os projetos que candidataram à edição deste ano do concurso ProMuseus.

Este é um programa de apoio financeiro destinado aos museus da Rede Portuguesa de Museus não dependentes da administração central e que tem como objetivo contribuir para a qualificação do tecido museológico nacional.

FRAGMENTOS DA HISTÓRIA DA INDÚSTRIA DE CHAPELARIA EM S. JOÃO DA MADEIRA | BOINAS PAULO PRESMAN

20 Outubro 2023

FRAGMENTOS DA HISTÓRIA DA INDÚSTRIA DE CHAPELARIA EM S. JOÃO DA MADEIRA | BOINAS PAULO PRESMAN

A produção de boinas de Paulo Presman começou em 1931, em Lisboa. 

A situação na Polónia já dava sinais de perigo para a comunidade judaica e, com o apoio da Sinagoga de Lisboa, Pavel Prezman (nome de nascimento) tentou estabelecer-se no fabrico de bolsas de senhora em couro. Tinha conseguido sucesso considerável nesse ofício em Paris, mas tinha voltado a Varsóvia, onde tinha nascido, para visitar a sua mãe. Nesse período, conheceu Ida, com quem casara.  

 

Veio sozinho para Lisboa e, pouco tempo depois, chamou a sua esposa Ida e a sua filha Eta, com dois anos. Na carta de chamada, pedia à sua mulher que trouxesse duas máquinas que se usavam no país para fazer boinas e que aprendesse a trabalhar com elas. “Eram máquinas em aço, em forma circular, que se atarraxavam a uma mesa. As boinas eram feltradas e tingidas em barricas na cozinha da habitação. Um método muito primitivo, mas com bons resultados”, recorda Eta Wright.

 

As boinas terão tido muito sucesso na capital, tanto que, António Henriques, importante industrial de chapelaria sanjoanense, ouviu falar delas em S. João da Madeira.

Conta Eta que António Henriques e Benjamim José de Araújo, presidente da Câmara Municipal, terão ido a Lisboa convencer o seu pai a mudar-se para S. João da Madeira, tendo proposto sociedade a Pavel Prezman. “O meu pai aceitou mudar, mas rejeitou a sociedade, com receio que o senhor Henriques, conhecendo os métodos de produção, o descartaria mais tarde”.

 

Em 1934, Pavel Presman instalou, então, a sua Fábrica de Boinas em S. João da Madeira, numa casa alugada no Largo das Laranjeiras. “Nesse tempo, S. João da Madeira era uma aldeia com pouco mais do que a Capela de Santo António e um café na Praça. No mesmo Largo, havia a Farmácia Laranjeira, cujo farmacêutico e proprietário era o senhor Durbalino Laranjeira.”, recorda.

 

A indústria das boinas progrediu e Pavel, a esposa e a filha obtiveram a nacionalidade portuguesa. Pavel passou a chamar-se Paulo Presman.

 

Em 1934, Paulo Presman comprou um edifício de uso industrial com instalações próprias para feltragem e tinturaria, na Rua Alão de Morais, em S. João da Madeira, onde instalaria a sua nova fábrica e residência.

A terceira e última fase da Fábrica de Boinas aconteceu em 1960, quando Presman adquiriu terrenos contíguos a Arrifana, onde instalou a nova fábrica.  

 

“É a história de um imigrante que começou do nada e acabou a ser recebido pelo Presidente da República portuguesa e vários ministros; que foi o fornecer exclusivo de boinas para o todo o Exército português.”, diz Eta Wright, filha de Paulo Presman, que revelou ao Museu da Chapelaria que o seu pai teve também um papel importante na Comunidade Israelita do Porto, de que foi Presidente até à sua morte.

 

Eta Wright tem 92 anos e vive em Londres. Agraciou o Museu da Chapelaria com histórias, fotografias e um exemplar das melhores boinas que a família Presman produziu.

WORKSHOP DE CONSERVAÇÃO

01 Outubro 2023

WORKSHOP DE CONSERVAÇÃO

É já no próximo dia 9 de outubro que o Museu da Chapelaria recebe o workshop de conservação "Chapéus: Conhecer, compreender e preservar". 

Dinamizado pela equipa do Museu Nacional do Traje, este workshop surge no âmbito da exposição temporária do Museu da Chapelaria “Modistas de Chapéus... A Coleção do Museu Nacional do Traje”, e tem como objetivo primordial dar a conhecer as orientações e guias para as boas práticas da preservação deste rico e diversificado património cultural que é o chapéu, objeto de estudo do Museu. 

 

As inscrições ainda estão a decorrer. Para mais informações contacte o Museu através do e-mail museuchapelaria@cm-sjm.pt ou pelo 256 200 206.

 

Para mais informações sobre o programa e os formadores aceda aqui.

 

 

ARQUIVO